AutoriaDescrição
Mónica Mendes
Investigadora de vídeo em tempo real para a sustentabilidade e experimentação artística como bolseira de doutoramento em Media Digitais do Programa UT Austin|Portugal, assistente no curso de Artes Multimédia na FBAUL, designer de interfaces, membro do CIEAM, e membro co-fundador do altLab.

Mauricio Mendes
Fundador da dvpt.com, uma empresa on-line de serviços audiovisuais e produção de vídeo. Background em electrónica e produção de vídeo. Tinkerer desenvolvendo projectos na área de computação física, interfaces tangíveis e interactivas. Participação como colaborador no Interactivos'10 no Medialab Prado e a trabalhar em outsourcing com a Near Interaction – soluções criativas interactivas.
http://www.ledsandchips.com/

Pedro Ângelo
Consultor de investigação e desenvolvimento de software interactivo, Mestrando em Tecnologia e Arte Digital, baterista, samplista, hacktivista do software livre e da cultura livre, co-fundador da associação cultural Audiência Zero e do LCD.
http://void.io/

Ricardo Webbens
Artista multidisciplinary experiente em computação física desenvolvendo trabalhos que emergem do desenho de som e da percepção visual, especializado em circuit bending, plataformas de áudio e vídeo, instrumentos e controladores DiY, e música em todas as formas de ideias experimentais, e membro co-fundador do altLab.
http://www.myspace.com/tsukisound

Sérgio Ferreira
Futurista sincrético a trabalhar no Agora. Membro da associação cultural Audiência Zero e do LCD.
http://sergioferreira.pt

Tiago Serra
Empreendedor, Engenheiro e Designer - SenseBloom. Fundador do laboratório AZ em Coimbra - xDA. Designer de Interacção. Diligente de usabilidade e experiência. Inventor.
http://technofetishist.info/
Qual a sensação de ser o vento, uma força invisível, com um efeito físico visível nas árvores? Irás acariciar as folhas, ou provocarás um furacão? B-wind! B-wind! é uma experiência na qual os utilizadores actuam como uma personagem invisível, o vento, despoletando efeitos impressionantes no local e na floresta. B-wind! concretiza-se em dois espaços interligados: um com uma projecção de vídeo de uma floresta que se encontra num espaço remoto, onde o movimento do utilizador controla o processamento de efeitos visuais e um outro, nesse local remoto, onde software controla as ventoinhas que influenciam as árvores reais.

http://monicamendes.info/bwind